sexta-feira, 31 de maio de 2013

A Reclamação de Habacuque

http://3.bp.blogspot.com/-sOd9V5Oco54/T6lEFrD9vfI/AAAAAAAALfA/gUJkkpeBv34/s1600/rdhnd.jpg


Vamos ler a Palavra de Deus no livro de Habacuque. Eu quero lhes falar nessa noite acerca de “Oração”. Essa coisa que você faz pouco vive acreditando que deveria fazer mais, mas não sabe fazer direito e quando faz, faz mal feito.

Eu quero lhes falar sobre “Oração”. E compartilho dessa experiência de Habacuque.

Você já questionou o Senhor? - Por que, Senhor?

Acredito que não são poucas as nossas reclamações para Deus. Habacuque questiona a Justiça de Deus

Vivemos num mundo marcado pela violência, cheio de injustiça. Os jornais trazem notícias diárias de assaltos, assassinatos, atentados e ataques.

Ás vezes é difícil entender e até aceitar porque a maldade corre solta? Pessoas inocentes são vítimas da crueldade de outros todos os dias.

O caso de Pimenta neves, jornalista que matou a namorada.
O caso da Boate Kiss, que matou 242 pessoas.
O caso do menino João Hélio que foi arrastado preso ao cinto
O caso dos menores infratores soltos porque faltam vagas.

Você se lembra de algum caso de impunidade? São tantos os casos de injustiça, violência e impunidade.

Semana passada era justamente esse um dos tópicos do debate na sala de aula. Qual é a relação de Deus com a impunidade?

Olhamos para Deus com uma única pergunta em mente: Por que o Senhor permite tanta violência e injustiça?

O profeta Habacuque viveu, provavelmente, uns 600 anos antes de Cristo, na terra de Judá.

O pequeno livro relata uma discussão entre o profeta e o próprio Deus.  Habacuque pergunta e Deus responde.

Habacuque se sente alarmado pela resposta de Deus e faz uma segunda pergunta. Deus responde de novo.

E vamos ver e aprender como foi o final dessa conversa um tanto indigesta para Habacuque.

Habacuque faz perguntas que nós gostaríamos de fazer, mas não temos coragem.

Habacuque 1.2 - Ele esta orando... E fala com Deus da seguinte maneira:

Hc 1.2 “Até quando, SENHOR, clamarei eu, e tu não me escutarás? Gritar-te-ei: Violência! E não salvarás? Por que me mostras a iniquidade e me fazes ver a opressão? Pois a destruição e a violência estão diante de mim; há contendas, e o litígio se suscita. Por esta causa, a lei se afrouxa, e a justiça nunca se manifesta, porque o perverso cerca o justo, a justiça é torcida”.

Habacuque está reclamando para Deus que a situação de Israel é complicada, uma cidade marcada pela:

Violência,
Injustiça,
Impunidade.

A Impunidade que faz aumentar a violência, e a violência que faz aumentar a injustiça.

E dentro desse contexto terrível. São os justos e inocentes que pagam o preço.

Então, Deus diante dessa reclamação de Habacuque, responde como ele vai lidar com essa situação: De Violência, de injustiça, e de Impunidade.

Deus vai dizer a Habacuque: Eu vou trazer “Disciplina” para Israel, Eu vou “Disciplinar”. Eu vou resolver essa questão,

Você quer saber como eu vou resolver essa questão? Habacuque diria para Deus: É lógico! É exatamente essa a minha queixa!

Estou trazendo os caldeus, o povo da Babilônia, povo cruel e impetuoso. Vou usar a Babilônia para disciplinar Israel

Veja o texto: Hc 1.6 “Pois eis que suscito os caldeus, nação amarga e impetuosa, que marcham pela largura da terra, para apoderar-se de moradas que não são suas.”

Então Habacuque diante desta resposta de Deus, ele tem a sua oportunidade de replica, e Habacuque vai continuar expressão a sua insatisfação com a resposta divina e vai dizer: Como assim? Como assim o Senhor vai trazer a Babilônia para disciplinar Israel?

Habacuque está dizendo: Se eu estou reclamando que Israel está vivendo um ciclo de violência, injustiça e impunidade, e o Senhor ainda traz os Babilônicos...  O Senhor só pode estar de brincadeira!

- Vem cá Deus, os Babilônicos são piores do que nós. E o Senhor vai trazer eles? O Senhor vai usar um povo pior para nos disciplinar? Por que o Senhor vai usar um povo que é mais ímpio do que Israel? O senhor que é tão puro de olhos e não suporta ver o mal? Como é que o Senhor vai usar uma nação como os caldeus?

Veja a indignação de Habacuque com relação a resposta de Deus.

Habacuque 1.13 “Tu és tão puro de olhos, que não podes ver o mal e a opressão não podes contemplar; por que, pois, toleras os que procedem perfidamente e te calas quando o perverso devora aquele que é mais justo do que ele?”.

Habacuque não fica satisfeito com a resposta de Deus. Ele não entende, ele não aceita, e ele continua arrazoando com Deus.

Então Deus responde a Habacuque de novo, e vai dizer: É isso mesmo! É exatamente assim que eu vou proceder! Eu vou usar os Babilônicos! Eu vou usar a Babilônia para disciplinar Israel.

Mas eu quero dizer outra coisa pra você: Também vou disciplinar a Babilônia. Você pode ficar tranquilo porque eu vou tratar com essa nação depois.

Agora estou tratando com Israel, vou usar a Babilônia para disciplinar Israel. Depois eu disciplino e trato com a Babilônia.

Habacuque parece como muitos de nós quando crianças, fazíamos as nossas trapalhadas e confusões, e quando o pai ia disciplinar nós não achávamos justo, quantos são os filhos que acham injusto ser punido pelo pai?

Em casa os pais se fazem valer de meios disciplinares, como disse o autor de Hebreus como “Melhor lhes parecia”.

Ás vezes usa a varinha de marmelo,
Ás vezes usa a cadeirinha do pensamento,
Ás vezes usa a quina da parede,
Ás vezes usa a proibição de jogar bola, assistir TV, jogar vídeo Game, acessar internet,
Ás vezes usa a conversa,
Ás vezes usa o reio, como meu pai usa comigo quando criança,
Ás vezes usa psicologia moderna.

Em fim os pais se fazem valer de muitos meios para disciplinar seus filhos, isso é legitimo.

Deus também se faz valer de meios para disciplinar seu povo. Neste caso ele decidiu usar uma nação cruel e impetuosa como a Babilônia.

E Habacuque assim como os filhos não aceitam o modo como somos disciplinados, achamos injusto.

1º A maldade está correndo solta em Israel, isso é errado!
2º Quando o Senhor vai disciplinar Israel usa a Babilônia? Ah não o Senhor só pode estar de brincadeira!

- Habacuque eu não estou brincando. Eu vou usar uma nação cruel e impiedosa para coloca Israel no eixo. E depois eu vou tratar também com a Babilônia.

E Deus reparte com Habacuque como ele iria tratar com os Caldeus, o povo cruel da Babilônia. Então Deus se pronuncia, com 05 “Ais”. Esses “Aís” são expressões daquele que sofrem “Juízo divino”.

E esses 05 “Ais” fazem referencia a Babilônia, os caldeus.

O PrimeiroAi” está registrado em Habacuque 2.6 Ai daquele que acumula o que não é seu, e daquele que a si mesmo se carrega de penhores.

O que isso quer dizer: Aí daqueles que amontoa bens roubados e enriquecem mediante a extorsão. Aí daquele que tem dinheiro sujo no bolso.

O Segundo” está em Habacuque 2.9 Ai daquele que ajunta em sua casa bens mal adquiridos, para pôr em lugar alto o seu ninho, a fim de livrar-se das garras do mal!

O que significa: Aí daqueles que obtém lucros injustos para sua casa. Aí daqueles que fazem negócios fraudulentos.

O Terceiro”, Habacuque 2.12. Ai daquele que edifica a cidade com sangue e a fundamenta com iniquidade!

Ou seja: Aí daquele que edifica cidade com sangue. Aí daquele que constrói uma sociedade violente.

Quarto”, Habacuque 2.15. Ai daquele que dá de beber ao seu companheiro, misturando à bebida o seu furor, e que o embebeda para lhe contemplar as vergonhas!

O que significa isso: Aí daquele que dá bebida ao seu próximo, misturando até quem ele fique bêbado.  Aí do traficante.

Quinto e último “”, Habacuque 2.19. Ai daquele que diz à madeira: Acorda! E à pedra muda: Desperta! Pode o ídolo ensinar? Eis que está coberto de ouro e de prata, mas, no seu interior, não há fôlego nenhum.

Ou seja: Aí daquele que diz a madeira: Desperte! Ou a Pedra sem vida: Acorde! Aí do idolatra.

Esses são os pecados da Babilônia.

1º pecado: Extorsão
2º pecado: Avareza
3º pecado: Assassinato
4º pecado: Tráfico
5º pecado: Idolatria

Deus está dizendo a Habacuque: EU vou disciplinar também a Babilônia. Eu não vou deixar o pecado da Babilônia impune. Eu sei! Eu sei exatamente quem eles são e sei exatamente o que eles andam fazendo!

Então no capítulo três, o Habacuque reage a Deus e diz:

Hc 3.2 “Tenho ouvido, ó SENHOR, as tuas declarações, e me sinto alarmado; aviva a tua obra, ó SENHOR, no decorrer dos anos, e, no decurso dos anos, faze-a conhecida; na tua ira, lembra-te da misericórdia”.

Aqui Habacuque está começando a aceitar a maneira como Deus iria lidar com Israel

E quando ele começa a aceitar e faz um pedido a Deus.

Habacuque pede que Deus trouxesse avivamento para Israel.

Aviva Senhor!
Traz avivamento!
Renova o coração do teu povo.
Aviva a tua obra no meio de nós!
Traz um coração novo.
Sopra teu Espírito de novo!
Traga Israel para o centro da sua vontade!

Habacuque está cedendo, e quando ele cede, ele começa ficar sedento, ele tem fome de Deus. Ele tem vontade que Deus faça no coração do povo, aquilo que Deus está fazendo no dele.

Não é assim também conosco? Quando a queixa é maior que a gratidão é sinal que:

Achamos que Deus está sendo injusto.
Achamos que Deus esqueceu-se de nós.
Achamos que Deus nos abandonou.

Quando a gratidão e a voluntariedade fogem do nosso coração. Temos muitas reclamações para Deus,

Achamos que tudo está errado,
Achamos que Deus deixou o pecado correr solto,
Achamos que Deus faz vista grossa para o pecado,
Achamos tantas coisas
E até minimizamos a atuação de Deus
Dizendo que Deus “Não está nem aí!”.

Mas quando Deus traz o bom senso e a razão começa se equilibrar, e começamos entender o que não entendíamos, a gente começa a ficar constrangido, ficamos sem jeito, envergonhados.

E Habacuque nesta hora, só tinha uma coisa a fazer. Traz avivamento para o teu povo. Porque a tua punição é pesada de mais.

Então Lembra da tua misericórdia no dia que o Senhor for aplicar a tua ira. Por que eu aprendi que o Senhor é justo. Eu fico reclamando que o Senhor injusto, mas quando Senhor decide agir eu tremo.

Então tenha misericórdia de nós quando o Senhor for aplicar a sua justiça.

Você como termina essa história? Você como fica o profeta no final?Você sabe o que ele alcançou com a oração?

Por que Habacuque orou - Deus trouxe a ele paz. Aquilo que Paulo falou ao Filipenses

4:7 “E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus”

Habacuque se conforma com essa confiança de que Deus está atento e agindo e lá no versículo 17, do capítulo 03, ele diz:

“Ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; o produto da oliveira minta, e os campos não produzam mantimento; as ovelhas sejam arrebatadas do aprisco, e nos currais não haja gado, todavia, eu me alegro no SENHOR, exulto no Deus da minha salvação”.

A oração é de diversos tipos:

A oração é de adoração,
É de gratidão,
É de confissão,
É de consagração,
É de intercessão,

A oração é inclusive de contemplação. Mas para a maioria de nós a oração é um canal de reclamação, reclamos para Deus.

Isso quando oramos, por que muitos de nós à tempo não temos um tempo significativo de oração. E quando temos arrumamos coisas corriqueiras para fazer, não que sejam menos importantes, mas tem o seu lugar,

Acreditamos que as coisas que deveriam ser acrescentadas, são exatamente essas que corremos atrás. E as coisas que deveriam buscar, deixamos de lado, e queremos que Deus acrescendo algo que deveria ser buscado.

Jesus ele falou que o reino de Deus não é comida e nem bebida. As coisas do reino não são coisas materiais, ou domésticas. O reino de Deus é verdade e justiça.

Somente depois que Habacuque discute com Deus, com direito e replica e treplica é que ele começa a ceder.  Quando a gente cede é que Deus começa a trabalhar em nós.

Queremos que Deus faça tanto pela gente. Mas fazemos pouco e eventualmente quase nada para ele.

Conclusão:

Aviva-nos Senhor! Traga Deus avivamento para a tua obra! Tira-nos do conforto da mesmice e coloca-nos no confronto de mudanças.

Será que você não precisa conversar honestamente com Deus e acertar suas prioridades e seu compromisso?

Será que você não tem dado um mal testemunho para sua família por causa de suas prioridades?

Será que você não está enfraquecendo seus laços por que está deixando de lado as coisas que deveriam ocupar o primeiro plano?

Será que você não tem gastado tempo de mais com coisas corriqueira e tem deixado os retos caminhos do Senhor?

Qual é a sua queixa? Será que ela razoável? Será que você vendo direito? Ou será que você precisa ceder para poder crescer?

Habacuque depois de muitas queixas, mesmo que legítimas. Ele reconhecer três coisas

(1) Deus está no controle mesmo diante de tanta calamidade
(2) Deu fará justiça no tempo certo
(3) Deus agirá a meu favor desde que eu seja quebrado.

E Habacuque aceita, humildemente, a réplica do Senhor, dando louvor a ele num cântico de adoração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário